lançamento online do relatório “Não deixe nenhuma criança para trás: Investindo nos primeiros anos”

lançamento online do relatório “Não deixe nenhuma criança para trás: Investindo nos primeiros anos”

Antes do Dia Internacional da Criança, você está calorosamente convidado para o evento de lançamento online do relatório “Não deixe nenhuma criança para trás: Investindo nos primeiros anos”.

Quando: quinta-feira, 19 de novembro de 2020, das 8h30 às 10h EST

Registre-se aqui

Milhões de crianças menores de cinco anos em países de baixa e média renda correm alto risco de não atingir seu pleno potencial. Crianças marginalizadas, como crianças com deficiência e com atrasos no desenvolvimento, são ainda mais excluídas dos serviços, embora seus ganhos de desenvolvimento sejam os mais elevados.

Nossa pesquisa sobre o financiamento e implementação do desenvolvimento inclusivo na primeira infância (DPI) por dez doadores, examina estudos de caso em 4 países da África Subsaariana (Burkina Faso, Moçambique, Zâmbia, Zimbábue) e mostra graves lacunas nos serviços e financiamento.

A crise do COVID-19 está colocando ainda mais pressão sobre os recursos domésticos e internacionais. No entanto, dado que o cuidado integral é essencial para o desenvolvimento das crianças pequenas e acontece durante um pequeno intervalo de tempo entre o nascimento e os cinco anos de idade, o financiamento para o DPI inclusivo não pode esperar.

Junte-se aos líderes da área de desenvolvimento quando eles compartilharem as principais conclusões e recomendações do relatório. Os painelistas também discutirão como todos nós podemos contribuir para sistemas de desenvolvimento da primeira infância totalmente inclusivos, de alta qualidade e equitativos.

Esperamos que você possa se juntar a nós!

Em nome do relatório e co-patrocinadores do evento de lançamento,

Rede de Ação para o Desenvolvimento da Primeira Infância (ECDAN), Campanha Global pela Educação (GCE) Internacional e EUA, Consórcio Internacional para Deficiência e Desenvolvimento (IDDC), Light for the World, Programa para a Primeira Infância de Fundações de Sociedade Aberta

P.S. Por favor, assine nossa petição conjunta com o Cidadão Global conclamando os líderes mundiais a apoiar o desenvolvimento inclusivo da primeira infância e ajudar as crianças com deficiência a ter um bom começo de vida.

Sobre o desenvolvimento na primeira infância e a pesquisa Não deixe nenhuma criança para trás

Milhões de crianças menores de cinco anos em países de baixa e média renda correm alto risco de não atingir seu pleno potencial. Vários fatores influenciam este risco, incluindo saúde, nutrição, segurança e protecção, cuidado responsivo, oportunidades de aprendizagem precoce e acesso a água potável, saneamento e outros serviços básicos. Intervenções na primeira infância (ICE) de alta qualidade e oportunas centradas na família, bem como o desenvolvimento da primeira infância (DPI) equitativo e inclusivo, podem ajudar a mitigar esse risco e facilitar o caminho para que as crianças mais marginalizadas tenham acesso a seus direitos.

De acordo com a Convenção sobre os Direitos da Criança e a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, os governos têm o dever de fornecer acesso universal a serviços essenciais para a primeira infância. No entanto, uma alta proporção de crianças marginalizadas, em particular meninas e crianças com deficiência que enfrentam múltiplas camadas de discriminação, são frequentemente excluídas dos serviços de DPI.

Investir em crianças pequenas gera retornos positivos em educação, saúde e produtividade e é, portanto, um bom investimento para todos os governos. A educação inclusiva deve começar na primeira infância, que é o período mais rápido do desenvolvimento infantil. Desigualdades nos resultados de aprendizagem e desenvolvimento surgem assim que as crianças nascem. Normalmente, é tarde demais para abordá-los em um estágio posterior da educação. As primeiras experiências positivas de inclusão apoiam as crianças no desenvolvimento de valores e atitudes que as equipam com as habilidades que contribuem para comunidades inclusivas e sociedades justas mais tarde na vida. Os pais e as comunidades desempenham um papel crucial na vida das crianças pequenas. Os pais precisam ser capacitados por meio de um modelo baseado na força da família para apoiar o desenvolvimento holístico de seus filhos pequenos.

O DPI é acessível. Um adicional de 50 centavos por pessoa ao ano é tudo o que custa para que o DPI seja incorporado aos serviços existentes. No entanto, apesar das evidências de altos retornos e acessibilidade, muitos governos estão aquém de seus compromissos com as crianças pequenas. Os níveis de financiamento para o DPI permanecem baixos e não chegam perto de fornecer serviços de alta qualidade para todas as crianças desde o nascimento. Agora é a hora de mudar isso e investir no futuro de todas as crianças, proporcionand